A coleção de primavera representa a estética da designer, que combina o magnetismo da infância com diversão e alegria. A coleção Vans x Sandy Liang inclui a versão exclusiva de Sandy de cinco modelos clássicos Vans, além de um conjunto de roupa completo e uma variedade de acessórios.

A coleção de primavera representa a estética da designer, que combina o magnetismo da infância com diversão e alegria.

APRESENTAMOS SANDY LIANG

APRESENTAMOS SANDY LIANG

A designer Sandy Liang cresceu e vive em Nova Iorque. Aí for buscar a energia e inspiração para as suas coleções, ao magnetismo das memórias de infância e do espírito de bairro não valorizado, a chefes de cozinha de avental a fumar atrás das portas dos restaurantes e avozinhas a vaguear por Canal Street em calças largas estampadas. Liang cresceu em Bayside, Queens. Pouco depois de frequentar a Escola de Design de Rhode de Arquitetura durante um curto período de tempo, pediu transferência para Parsons, onde estudou design de moda. Quando terminou o curso, criou imediatamente a própria empresa e começou a desenvolver simplesmente o que via e sentia desde o início, como afirma.

Como designer, as suas raízes são a roupa exterior, cuja estrutura, materialidade e identidade estruturaram o trabalho que desenvolve desde a primeira coleção, há dez estações. Com detalhes em relevo e tecidos maravilhosos (pele, lã, vison, entre outros), Liang explora as memórias do conforto dos casacos de inverno no recreio da escola, as suas primeiras impressões de silhueta e cor das marcas dos anos 90, que via nas ruas de Nova Iorque em criança e o espírito dos desenhos animados e brincadeiras. Cada coleção vai buscar algo à coleção anterior, num processo com fundamentação e consistência pouco comuns numa marca jovem. Quando desenvolve novas peças de pronto a vestir com base em camisas e malhas, a atenção centra-se na funcionalidade de camadas e materiais. Liang é inovadora no sentido do conjunto de emoções que a inspiram e é sobretudo uma designer de cariz biográfico.

O processo de criação de Liang tem por base um foco local, raro. Trabalha de forma muito próxima com uma pequena equipa num estúdio situado num espaço renovado, que anteriormente funcionava como armazém do restaurante do seu pai, apenas a dois quarteirões, onde ele ainda hoje trabalha. Às peças dá nomes de familiares e amigos e desenvolve estampados personalizados, como um estampado de fruta com isqueiros escondidos, um piscar de olhos ao dia a dia de Nova Iorque. As suas memórias de design têm um luxo, longevidade e espírito muito próprios, são divertidas à vista, refinadas ao toque e fáceis de gostar.